quinta-feira, 27 de outubro de 2011

BE pede a demissão do presidente da junta de freguesia de Agualva

Comunicado do BE: "A Junta de Agualva foi eleita sem maioria absoluta e a Coligação 'Mais Sintra' (PSD/CDS) não conseguiu garantir uma maioria estável que lhe permitisse aprovar o orçamento de 2011 ou as contas de 2010. Estes documentos não foram aprovados porque pecam pela falta de rigor e por situações que levantam dúvidas aos eleitos e eleitas das restantes forças políticas.


Da parte do Presidente da Junta, regista-se uma atitude de desconsideração pela Assembleia de Freguesia, a quem deve explicação e pedido de aprovação das estratégias decididas. Só que não há estratégia – gasta-se o dinheiro em acções casuísticas ou em supostas prioridades que não são do interesse da população, sem investimento (cursos superiores, consultorias de informática, propaganda) que valorize a qualidade de vida em Agualva.

Estas realidades já são más, mas a cereja do topo do bolo foi a denúncia feita, em Agosto, por um empreiteiro, que afirma ter sido induzido pelo Senhor Presidente da Junta a passar facturas falsas, com que, a coberto do arranjo de calçadas, se pagavam jantares, prendas, placards publicitários de propaganda política…

Esta denúncia causou uma hecatombe na coligação 'Mais Sintra' de Agualva, levando à demissão da mesa da Assembleia de Freguesia, de um membro da Junta e de mais elementos da Assembleia. Este órgão está bloqueado, uma vez não há condições para constituição de uma nova mesa para a Assembleia que reúna o acordo das outras forças políticas.

O Bloco de Esquerda considera que não existem condições para a continuidade deste Executivo e que a palavra deverá ser devolvida aos Eleitores e Eleitoras. O senhor Presidente da Junta, face a este impasse e paralisia e perante a sua incapacidade de liderar os destinos da Freguesia, deve abdicar da atitude irresponsável que tem mantido e ter a dignidade de se demitir.

Infelizmente, parece que este cenário não se irá pôr, pelo que o Bloco de Esquerda procurará, junto das forças da oposição na Freguesia, soluções para que a inércia seja ultrapassada e se avançar com solução para esta imensa irresponsabilidade do senhor Presidente da Junta.

O Bloco considera ainda que é tempo dos responsáveis concelhios da Coligação Mais Sintra quebrarem o confortável silêncio onde se refugiaram, definindo qual a sua posição perante toda esta situação e se apoiam ou não a continuidade de um Executivo descredibilizado e sem condições políticas para prosseguir a sua actividade.

A próxima reunião da Assembleia de Freguesia está marcada para dia 4 de Novembro." [Fonte: BE Sintra]


Notícias relacionadas:
Oposição aprova moção de censura ao executivo de Agualva
Assembleia de freguesia de Agualva admite eleições intercalares
Agualva sem mesa na assembleia de freguesia

Sem comentários:

Publicar um comentário

Os comentários devem observar as regras gerais de “netiqueta”. No âmbito da moderação em vigor, serão eliminadas mensagens ofensivas, difamatórias, xenófobas, pornográficas ou de cariz comercial.