terça-feira, 25 de outubro de 2011

Sintra alarga campanha de recolha de óleos alimentares usados

A Câmara Municipal de Sintra vai alargar a rede de recolha de Óleos Alimentares Usados (OAU) aos restaurantes do Concelho. A campanha arrancou esta manhã com uma ação de apresentação e sensibilização no Restaurante a Taverna dos Trovadores. O concelho de Sintra tem a decorrer desde 2003 o PVOAU – Plano de Valorização de Óleos Alimentares Usados que assegura a recolha deste resíduo e promove o seu encaminhamento para produção de biodiesel. Este combustível é posteriormente consumido na frota de veículos do município, assegurado por um posto de abastecimento próprio (primeiro a nível nacional para biocombustíveis).


Este projeto é desenvolvido pela HPEM em parceria com a AMES (Agência Municipal de Energia de Sintra), os SMAS, a Divisão de Educação da Câmara Municipal de Sintra, e conta com o apoio da Quercus. Esta campanha irá focar os malefícios do encaminhamento incorrecto dos OAU, quando despejados no lavaloiça ou sanita, como entupimentos ou a proliferação de pragas. Serão destacadas ainda as vantagens da recolha e encaminhamento para uma solução ambientalmente adequada, bem como a resposta do PVOAU aos três pilares de produção: doméstico, grandes produtores e canal da restauração. A extensão ao canal Horeca (Hotéis, Restaurantes e Cafés) contará com uma componente de sensibilização ambiental, campanha que será assegurada pela Quercus, através de visitas aos cerca de 1200 restaurantes das 20 freguesias do Concelho.

A separação e recolha selectiva dos OAU têm diversas vantagens: ambientais, económicas e sociais. Reduz a sobrecarga nos processos de tratamento e saneamento municipal e nas ETAR (estações de tratamento de águas residuais), que provoca o aumento das tarifas de saneamento. Por ser um resíduo reciclável, o óleo alimentar usado poderá ser utilizado como matéria-prima no fabrico de Biodiesel (combustível alternativo ao gasóleo), e é um importante contributo para a promoção da utilização de energia proveniente de fontes renováveis, assim como o aproveitamento dos recursos energéticos endógenos, com o objectivo de reduzir a dependência da importação de petróleo.

A HPEM, empresa responsável pela recolha de resíduos urbanos no Concelho de Sintra, foi a primeira empresa municipal do país a apostar na recolha de óleos usados alimentares domésticos, para produção de biodiesel para autoconsumo pela sua frota de recolha de resíduos urbanos, que passou a ser mais «limpa» depois da aposta no biodiesel. Para mais informação, consultar ou contactar: www.ames.pt, www.hpem.pt, www.quercus.pt. [Fonte: Quercus]

Sem comentários:

Publicar um comentário

Os comentários devem observar as regras gerais de “netiqueta”. No âmbito da moderação em vigor, serão eliminadas mensagens ofensivas, difamatórias, xenófobas, pornográficas ou de cariz comercial.