segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

Comissão de utentes realiza protesto junto ao Centro de Saude de Belas



Comunicado: "A Comissão de Utentes da Saúde do Concelho de Sintra realizou esta manhã, no Centro de Saúde de Belas, a primeira vigília protesto contra o aumento das taxas moderadoras, a falta de médicos de família e as degradantes condições de funcionamento do Centro de Saúde daquela freguesia.

Inserida num conjunto de acções que irá decorrer durante o mês de Janeiro, esta vigília/protesto teve o seu início às 6 da manhã, momento em que várias dezenas de utentes já se concentravam à porta do Centro de Saúde, tentando garantir que teriam uma consulta. Dos cerca de 16500 utentes inscritos no Centro de Saúde de Belas, cerca de 7400 não têm médico de família.

As condições de espera são precárias, o Centro de Saúde, provisório desde a sua criação, não apresenta as condições necessárias para o funcionamento de um equipamento com estas características, na realidade corresponde a um prédio de habitação de dois pisos que foi adaptado para receber o Centro de Saúde, mas que apresenta lacunas verdadeiramente desumanas no seu funcionamento, não existe um elevador, não se encontra garantido o acesso ao piso superior para pessoas com capacidades de mobilidade reduzida.

Com esta Vigília Protesto a Comissão de Utentes da Saúde do Concelho de Sintra exige:
- Condições de espera dignas pelo acesso ao Centro de Saúde, e não horas intermináveis de espera ao frio e à chuva; Médico e Enfermeiro de Família para todos os Utentes, de forma a terminar com as longas filas de espera para marcação/obtenção de consulta no dia; Fim das Taxas Moderadoras, que colocam ainda mais longe das Populações o acesso à Saúde; Construção de um novo Centro de Saúde em Belas; Construção do Hospital público em Sintra.

Esta foi a primeira de uma serie de vigílias, que irão decorrer durante o mês de Janeiro, contra a falta de condições nos Centros de Saúde, a falta de médicos e o aumento das taxas moderadoras.As restantes vigílias irão decorrer nos centros de Saúde de Queluz (amanhã dia 17), Agualva (dia 18), Rio de Mouro (dia 23) e Mem-Martins (dia 24), sempre às 7 horas da manhã, terminando numa acção de Protesto no Hospital Amadora-Sintra no dia 27 de Janeiro pelas 18 horas."

Sem comentários:

Publicar um comentário

Os comentários devem observar as regras gerais de “netiqueta”. No âmbito da moderação em vigor, serão eliminadas mensagens ofensivas, difamatórias, xenófobas, pornográficas ou de cariz comercial.