quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

EMES recusa confirmar descida para metade do preço do estacionamento em Meleças

Na sequência das notícias sobre o início da cobrança do estacionamento junto à estação ferroviária de Mira Sintra/Meleças, um leitor anónimo partilhou com o Tudo sobre Sintra um comentário que revela que a Empresa Municipal de Estacionamento de Sintra (EMES) decidiu reduzir para metade as tarifas inicialmente previstas para 2012.

No comentário, é aparentemente divulgado um email proveniente do apoio a clientes da EMES, assinado por David Alves, director geral, que revela que a revisão dos valores das avenças mensais "traduz-se na redução em 50% do valor inicialmente previsto", uma medida já defendida pelos vereadores socialistas. Assim, a avença das 7h às 22h passaria a 7,50€, enquanto a avença de 24 horas ficaria nos 10€.

No dia 17, o Tudo sobre Sintra perguntou por email ao apoio a clientes da EMES (apoiocliente@emes.pt) se o tarifário para este parque foi alterado e, em caso afirmativo, quais são os valores a praticar em 2012. Hoje, perante ausência de resposta, o Tudo sobre Sintra enviou novo pedido de informação para o email geral da empresa (geral@emes.pt).

Surpreendentemente, em vez do esclarecimento das questões suscitadas, o director geral David Alves informa que o pedido foi "reencaminhado para o gabinete da presidência da Câmara Municipal de Sintra." Para que serve, então, um serviço de apoio a clientes e um director geral? Será Fernando Seara a responder a todos os pedidos de informação sobre os parques explorados pela EMES?

Luís Galrão/TudosobreSintra

Notícias relacionadas:
Assembleia de Freguesia de Rio de Mouro contesta estacionamento pago
PS defende "discriminação positiva" nos preços de estacionamento em Meleças
'Estacionamento em Sintra até agora gratuito passa a ser pago'
Bloco questiona criação de taxas de estacionamento na Estação de Meleças
EMES passa a gerir parques na Linha de Sintra

Sem comentários:

Publicar um comentário

Os comentários devem observar as regras gerais de “netiqueta”. No âmbito da moderação em vigor, serão eliminadas mensagens ofensivas, difamatórias, xenófobas, pornográficas ou de cariz comercial.