terça-feira, 20 de março de 2012

'Processo contra CP e REFER desaparece na Relação'

No SOL: "Cinco volumes e um conjunto indeterminado de cassetes com a gravação das sessões de julgamento de uma acção cível contra as empresas Caminhos de Ferro (CP) e Rede Ferroviária Nacional (Refer) desapareceram do Tribunal da Relação de Lisboa. (...) Trata-se de uma acção cível contra a CP e a Refer, que foi interposta pelo desembargador Eurico Reis e por duas familiares. (...) O pai de Eurico Reis faleceu na estação de Queluz-Belas, na Linha de Sintra, no dia 11 de Abril de 1994, devido a um acidente que o desembargador, a irmã e a madrasta consideram ser da responsabilidade da CP (o operador ferroviário) e da Refer (gestora das infra-estruturas ferroviárias). Eurico Reis e as familiares decidiram interpor uma acção cível contra as duas empresas públicas, pedindo a sua condenação por «falta de diligência no que toca às regras de segurança para com os passageiros» – afirmou o magistrado ao SOL." [notícia integral]

Sem comentários:

Publicar um comentário

Os comentários devem observar as regras gerais de “netiqueta”. No âmbito da moderação em vigor, serão eliminadas mensagens ofensivas, difamatórias, xenófobas, pornográficas ou de cariz comercial.