sábado, 2 de junho de 2012

'Ponte seiscentista que liga Queluz e Amadora encerrada por apresentar danos na estrutura'

No Diário Digital (via Lusa): "Os bombeiros de Queluz encerraram hoje «por prevenção» a circulação rodoviária uma ponte do século XVI que liga aquela cidade do concelho de Sintra e a Amadora [junto ao 'Lido'], por apresentar danos na estrutura, disse à agência Lusa fonte dos bombeiros. Segundo a fonte, a ponte teve que ser encerrada ao início da tarde devido a um «buraco na estrutura», numa das faixas de rodagem, e vai ficar impedida a circulação até ser feita uma avaliação por parte da Proteção Civil." [notícia integral][notícia na Rádio Ocidente e na TSF]

Informação histórica sobre a ponte afectada, mais conhecida em Sintra como Ponte do Lido: "A ponte sobre a ribeira de Carenque foi construída em 1631, por ordem do Senado de Lisboa e com recurso ao imposto conhecido como Real do Povo, contribuição que incidia sobre produtos essenciais. Também conhecida como Ponte Velha, Ponte do Catita ou Ponte do Lido (por se situar nas imediações do cinema Lido), foi um ponto de passagem fundamental no complexo de estradas da região circundante de Lisboa, uma vez que se localizava em plena Estrada Real, via que ligava a capital a Sintra, e praticamente anexa à quinta da família Corte-Real. Posteriormente, foi a principal ligação a Queluz, onde se construiu o palácio real, e ainda hoje é um marco importante, por significar o limite entre os concelhos da Amadora e de Sinta.

Construtivamente, é uma obra de proporções medianas, de carácter essencialmente utilitário. Dois arcos de volta perfeita, desiguais entre si, sustentam o tabuleiro, que é de cavalete pouco pronunciado. Sobre o fecho do arco maior subsiste a base rectangular de uma desaparecida cruz, cuja moldura enquadra o letreiro alusivo à data de construção e ao patrocínio da obra. Entre os dois arcos, existe um talhamar triangular de pequenas proporções que ajuda a canalizar as águas em épocas de maior correnteza.

Apesar de passar praticamente despercebida aos olhos de quem percorre a zona, a ponte filipina de Carenque é uma realização historicamente relevante na região de Lisboa, uma vez que é bem conhecida a atenção que diversos poderes deram às comunicações viárias entre a capital e o seu aro rural durante os séculos XVI e XVII." [Fonte (e foto): IGESPAR]

Sem comentários:

Enviar um comentário

Os comentários devem observar as regras gerais de “netiqueta”. No âmbito da moderação em vigor, serão eliminadas mensagens ofensivas, difamatórias, xenófobas, pornográficas ou de cariz comercial.