terça-feira, 14 de agosto de 2012

Parques de Sintra lança percursos multimédia 'Talking Heritage'

A empresa Parques de Sintra (PSML) lançou esta semana a plataforma "Talking Heritage - Percursos Multimédia em Sintra", uma iniciativa que permite ao visitante uma experiência interativa na qual pode ser avisado aquando da passagem por locais de maior relevo nos Parques da Pena, Monserrate e Capuchos.

Este formato inovador recorre ao uso de iPod e smartphones, através dos quais o visitante terá acesso a informação vocalizada em vários pontos, dando a sensação de que a natureza fala consigo. Este formato combina a tecnologia de identificadores de rádio-frequência (RFID) com a utilização de QR Codes, com acesso através de smartphones.

Através de uma aplicação de software (App), que irá estar disponível para descarregar na Apple Store, o visitante pode aceder, para cada ponto de interesse do percurso, a informação escrita, fotografias, ficheiros áudio e vídeo. O texto é vocalizado, dando a ilusão de que "a natureza fala com o visitante", proporcionando maior proximidade e interatividade entre o visitante e os locais percorridos.

"O visitante conseguirá captar aquilo que normalmente os seus olhos não vêem e ficará a conhecer um outro lado menos conhecido de Sintra. A ideia é que cada pessoa possa realizar os passeios à mercê da sua curiosidade, acompanhada por uma série de valores naturais que a vão surpreender ao falar com ela", explica Maria Inês Moreira, coordenadora do projeto BIO+Sintra - Redução da pegada de carbono, uma contribuição para valorizar a biodiversidade em Sintra.

A Parques de Sintra disponibiliza desde já um conjunto de equipamentos para aluguer nas suas bilheteiras, sem custo adicional para o visitante, e a partir do dia 20 de Agosto estará disponível na App Store da Apple a versão para iOS. [Fonte: PSML]

Sem comentários:

Publicar um comentário

Os comentários devem observar as regras gerais de “netiqueta”. No âmbito da moderação em vigor, serão eliminadas mensagens ofensivas, difamatórias, xenófobas, pornográficas ou de cariz comercial.