segunda-feira, 24 de setembro de 2012

BE acusa CP de ter prejudicado utentes da linha de Sintra no último fim de semana

O Bloco de Esquerda pediu hoje esclarecimentos ao governo sobre o encerramento nocturno de parte da linha de Sintra verificado no último fim de semana, sem que fosse garantida alternativa de transporte para as largas centenas de utentes. O BE "considera inaceitável que a CP actue desta forma negligente e profundamente discriminatória de quem não tem outro transporte que não o comboio, pondo em causa a qualidade do serviço público e o direito dos/das utentes à mobilidade".

Nas noites de 22 e 23 de Setembro, a CP cortou a circulação de comboios entre Sintra e Monte Abraão no período entre as 23h e as 6h. "A decisão, que incluiu a não disponibilização de alternativa (ao contrário do que normalmente acontece), foi anunciada poucos dias antes desta acontecer e foi motivada pelas obras de modernização deste troço", explica o BE. "Além de mal divulgado, a decisão revelou-se altamente penalizadora de largas centenas de utentes. Nas estações a informação era escassa e casos houve em que os seguranças de serviço não sabiam informar os utentes do que se passava. As pessoas viram-se sem mobilidade e obrigadas a despesas extra com táxis".

"Estes utentes, homens e mulheres que trabalham até tarde ou que usam o comboio para o lazer e a vida a que têm direito, pagam passes cada vez mais caros à CP e são recorrentemente brindados pela empresa com uma enorme falta de consideração. Este é mais um exemplo, a juntar aos serviços subdimensionados, aos atrasos constantes ou à falta de higiene dos comboios", lê-se no pedido de esclarecimentos da deputada Catarina Martins ao Ministério da Economia. [Fonte: Bloco de Esquerda]

Notícia relacionada:
Aviso: alteração à circulação de comboios na Linha de Sintra este fim de semana

Sem comentários:

Publicar um comentário

Os comentários devem observar as regras gerais de “netiqueta”. No âmbito da moderação em vigor, serão eliminadas mensagens ofensivas, difamatórias, xenófobas, pornográficas ou de cariz comercial.