sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Projecto da Parques de Sintra tenta eliminar peixes exóticos dos lagos de Monserrate


[Foto © Joaquim Dacosta]

A Parques de Sintra e o Parque Natural de Sintra-Cascais estão a tentar erradicar as espécies de peixes de origem exótica nos dois lagos da Tapada de Monserrate. “O principal objectivo deste projecto de conservação da natureza é o de reduzir a pressão exercida nas populações de espécies nativas existentes, resultante do aumento de predação e competição por alimento por parte das espécies exóticas, das quais se destaca o achigã (Micropterus salmoides)”, explica a empresa.

Para tal, foi necessário esvaziar os lagos, deixando apenas uma pequena massa de água, uma situação que surpreendeu alguns visitantes. Nesta fase, “os peixes são capturados através da técnica de pesca eléctrica, durante a qual se assegura o bem-estar dos exemplares capturados colocando-os em baldes de plástico com oxigenadores portáteis” (ver vídeo anexo). Os exemplares capturados são depois identificados e medidos.

“Os peixes de espécies nativas são devolvidos à água em condições adequadas, enquanto as espécies exóticas são colocadas em gelo para reduzir o metabolismo e o stress do processo de eliminação, sendo depois congeladas e entregues no Centro de Recuperação de Animais Silvestres do Parque Florestal de Monsanto”, acrescenta o gabinete de comunicação da Parques de Sintra.

A fase final da intervenção consiste na limpeza da matéria vegetal existente no fundo dos lagos, de forma a assegurar o sucesso da erradicação das espécies exóticas. “Espera-se melhorar as condições deste habitat, permitindo que as espécies nativas aí se possam estabelecer”, adianta ainda a empresa, que irá colocar no local painéis interpretativos com informação sobre o projecto.

© Luís Galrão/Tudo sobre Sintra

[Vídeo adicionado em 11/11/12]

Sem comentários:

Publicar um comentário

Os comentários devem observar as regras gerais de “netiqueta”. No âmbito da moderação em vigor, serão eliminadas mensagens ofensivas, difamatórias, xenófobas, pornográficas ou de cariz comercial.