quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

'Duplicam casos de bebés retidos por "motivos sociais" no Amadora-Sintra'

No PÚBLICO: "No Hospital Amadora-Sintra, que detém uma das maiores maternidades do país, aumentaram para o dobro os casos de bebés que ficaram retidos na instituição, por ordem do tribunal. Foram 25 casos até à passada semana, contra os 12 casos similares do ano anterior. A convicção de que os bebés sairiam do hospital pela mão de famílias incapazes de defender o seu "superior interesse" esteve na base das decisões judiciais, segundo o assessor de imprensa do hospital, Paulo Barbosa." [notícia integral] [notícia na TVI]

Sem comentários:

Publicar um comentário

Os comentários devem observar as regras gerais de “netiqueta”. No âmbito da moderação em vigor, serão eliminadas mensagens ofensivas, difamatórias, xenófobas, pornográficas ou de cariz comercial.