sábado, 19 de janeiro de 2013

Mau tempo em Sintra provoca estragos, muitas quedas de árvores e quatro feridos



[Actualizado] O temporal da última madrugada e manhã provocou estragos um pouco por todo o concelho e pelo menos quatro feridos, dois deles turistas, vítimas da queda de uma árvore na Volta do Duche. "A árvore caiu em cima de dois turistas, um deles estrangeiro, que foram assistidos no local pelos serviços de emergência e transportados para o hospital de São Francisco Xavier, em Lisboa", disse ao Tudo sobre Sintra o vereador Pedro Ventura (ver vídeo).


Queda de chaminés em Agualva fere dois jovens [Foto: Henrique Mateus]

Os outros dois feridos registaram-se em Agualva, devido à queda de duas chaminés na via pública. Os dois jovens de 13 e 18 anos, um deles com fracturas expostas, foram transportados para o Hospital Santa Maria, disse à agência Lusa o comandante dos Bombeiros de Agualva-Cacém. A TVI24 avança também que houve queda de árvores no Parque da Pena e que 50 (100 segundo outras fontes) turistas estiveram retidos cerca de uma hora na Serra devido ao mau tempo.

Segundo fonte da Câmara de Sintra, às 17h encontravam-se ainda retidas seis pessoas na zona dos Capuchos, impedidas de sair devido à queda de árvores de grande porte nas estradas de acesso. Entretanto, a Parques de Sintra Monte da Lua decidiu encerrar ao público até segunda-feira os monumentos que gere em Sintra, nomeadamente o Palácio da Pena, o Castelo dos Mouros e o Convento dos Capuchos.


Recinto da Feira de Monte Abraão [Foto: Fátima Campos]

Ao início da tarde, os Bombeiros de Queluz já tinham sido chamados a 28 ocorrências. "Acabei de falar com o comandante que me informou que na Freguesia de Queluz intervieram em 23 situações, tendo sido a pior na rua Bastos Nunes, onde uma casa ficou destelhada. Em Massamá, tiveram 2 situações, sendo uma delas a marquise de um apartamento que estava a cair. E e em Monte Abraão, na Rua Virgílio Machado, uma árvore caiu sobre 3 viaturas, e na Av. do Miradouro caiu outra árvore de grande porte, não tendo causado danos", revela no Facebook a presidente da Junta de Freguesia de Monte Abraão.

Fátima Campos conta que os feirantes da Feira de Monte Abraão não conseguiram trabalhar hoje devido ao forte vento e à chuva, e lamenta que "centenas de famílias vão ficar sem o seu ganha-pão para os próximos dias". A autarca avança também que "todos os contentores de lixo que se encontram derrubados na via pública estão a ser reinstalados pela SUMA".


[Foto: Marco Almeida]

Na freguesia de Algueirão-Mem Martins, o vento provocou estragos no mercado da Tapada das Mercês, conta no Facebook o vice-presidente da Câmara. "Um pouco por todo o concelho, o panorma repete-se: arvores derrubadas, telhados levantados e alguns pontos inundados. A reação dos bombeiros e dos serviços municipais tem sido permanente", revela Marco Almeida.

Na Praia das Maçãs, parte da cobertura do mercado ruiu cerca das 11h devido à chuva e aos ventos fortes, disse à Lusa o vereador da câmara responsável pela área dos mercados. O incidente não provocou vítimas mas o espaço teve de ser encerrado (ver vídeo da TVI). Já na Portela de Sintra, o vento provocou estragos na cobertura da bancada do estádio do Sintrense, como mostra a fotografia partilhada pelo ex-autarca Adriano Filipe.


[Foto: Adriano Filipe]

Segundo a agência Lusa, a meio da tarde foi encerrada uma grande superfície comercial de uma cadeia de produtos de construção e decoração junto ao IC19, perto da entrada de Sintra, por apresentar "danos consideráveis" na cobertura. Em São Marcos, a cobertura de um estúdio da empresa de produção televisiva SP terá também voado com o vento, provocando danos a várias viaturas.

Entretanto, o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prolongou até às 18h o aviso vermelho, o mais grave numa escala de quatro, em seis distritos: Vila Real, Bragança, Guarda, Viseu e Castelo Branco. O distrito de Portalegre, que estava em aviso laranja (o segundo mais grave), passou também para aviso vermelho. Os restantes distritos que estavam com aviso vermelho, como Lisboa, estão agora com aviso laranja (ver mapa).



A Autoridade Nacional de Protecção Civil (ANPC) revela que em todo o país já registou 3888 ocorrências relacionadas com as condições meteorológicas adversas registadas no período de Estado de Alerta Especial entre as 8h de ontem e as 12h30 de hoje, nomeadamente 154 deslizamentos/desabamentos, 330 inundações, 135 limpezas de via, 2589 quedas de árvore, e 680 quedas de estruturas. [Fonte: ANPC e IPMA]

Notícias na imprensa:
Queda de árvore em Sintra provocou dois feridos
Queda de árvore atinge dois turistas em Sintra
Palácio da Pena e outros monumentos de Sintra encerrados até segunda-feira
Queda de chaminés de um prédio em Sintra feriu dois jovens
Mau tempo destrói cobertura do mercado da Praia das Maçãs

Sem comentários:

Publicar um comentário

Os comentários devem observar as regras gerais de “netiqueta”. No âmbito da moderação em vigor, serão eliminadas mensagens ofensivas, difamatórias, xenófobas, pornográficas ou de cariz comercial.