quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

'Sintra aprova fusão de empresas municipais sob protesto dos trabalhadores'


© Luís Galrão/Tudo sobre Sintra

[Actualizado] Na SIC Notícias (via Lusa): "O executivo municipal da câmara de Sintra aprovou hoje a fusão de empresas municipais durante uma reunião muito conturbada pela presença de 300 trabalhadores, que interromperam por diversas vezes a ordem de trabalhos." [notícia integral] [notícia no Cidade Viva, no Jornal da Região, no Notícias Grande Lisboa, no PÚBLICO, na Rádio Ocidente e na TVI24]


Protesto do STAL frente aos Paços do Concelho © Luís Galrão/Tudo sobre Sintra

Na Visão (via Lusa): "Mais de três centenas de trabalhadores das empresas municipais de Sintra estavam às 12h20 de hoje a deslocar-se para os Paços do Concelho em protesto contra a fusão destas entidades. Em declarações à Agência Lusa, o presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Administração Local, Francisco Brás, disse que os funcionários municipais temem pelos seus postos de trabalho." [notícia integral] [vídeo na RTP]


© Luís Galrão/Tudo sobre Sintra

Na Visão (via Lusa): "A proposta de reorganização de empresas municipais de Sintra, aprovada hoje sob forte contestação dos trabalhadores, visa "salvaguardar" todos os postos de trabalho e evita a privatização de serviços, disse o vice-presidente da câmara. "A solução que foi encontrada de reorganização do setor empresarial local vista evitar essencialmente os despedimentos dos trabalhadores. Esta proposta não visa a privatização de nenhuma área de serviços das empresas municipais", afirmou Marco Almeida." [notícia integral] [notícia no Jornal da Região]

Documentos relacionados:

Notícias relacionadas:
Vídeo: Fernando Seara justifica fusão de empresas municipais em Sintra
CDU reitera críticas à fusão das empresas municipais e apela à mobilização
Marco Almeida lamenta "desinformação" e garante manutenção de empregos
'Câmara de Sintra discute fusão de empresas municipais'

Sem comentários:

Publicar um comentário

Os comentários devem observar as regras gerais de “netiqueta”. No âmbito da moderação em vigor, serão eliminadas mensagens ofensivas, difamatórias, xenófobas, pornográficas ou de cariz comercial.