segunda-feira, 4 de março de 2013

Comissões de Protecção de Crianças e Jovens de Sintra acompanharam 3200 casos em 2012

As Comissões de Protecção de Crianças e Jovens (CPCJ) do concelho apresentam esta tarde os relatórios de actividades de 2012, ano em que foram acompanhados cerca de 3200 casos. A iniciativa conjunta das CPCJ Oriente e Ocidente, em articulação com o Conselho Local de Acção Social (CLAS), terá lugar a partir das 14h no Palácio Valenças e deverá contar com a presença do Presidente da Comissão Nacional de Protecção de Crianças e Jovens, o Juiz Conselheiro Armando Leandro.

As CPCJ são instituições oficiais não judiciárias com autonomia funcional que visam promover os direitos da criança e do jovem e prevenir ou pôr termo a situações susceptíveis de afectar a sua segurança, saúde, formação, educação ou desenvolvimento integral. Em Sintra estão organizadas em função do território, cabendo à CPCJ Sintra Ocidental dar resposta às situações das freguesias de Algueirão–Mem Martins, Almargem do Bispo, Colares, Montelavar, Pêro Pinheiro, Rio de Mouro, Santa Maria e São Miguel, São João das Lampas, São Martinho, São Pedro de Penaferrim, Terrugem e à CPCJ Sintra Oriental atender as situações das Freguesias de Agualva, Belas, Cacém, Casal de Cambra, Massamá, Mira Sintra, Monte Abraão, Queluz e São Marcos. [Fonte: Câmara de Sintra]

Notícia relacionada:
Comissão de Protecção de Crianças e Jovens abriu dois processos por dia em Janeiro

Sem comentários:

Publicar um comentário

Os comentários devem observar as regras gerais de “netiqueta”. No âmbito da moderação em vigor, serão eliminadas mensagens ofensivas, difamatórias, xenófobas, pornográficas ou de cariz comercial.