segunda-feira, 29 de abril de 2013

Concerto da Orquestra Divino Sospiro angaria fundos para a recuperação do Parque da Pena

O Palácio Nacional de Sintra será palco no próximo dia 3 de Maio, sexta-feira, às 21h, de um concerto de angariação de fundos pela Orquestra Divino Sospiro, para apoio à recuperação do Parque da Pena, afectado pelo temporal que assolou a Serra de Sintra a 19 de Janeiro. Segundo a Parques de Sintra - Monte da Lua, os prejuízos causados nas áreas sob gestão da empresa ascendem a 2,896 milhões de euros, pelo que "as receitas de bilheteira do concerto, realizado graciosamente, serão totalmente aplicadas nos trabalhos de remoção das cerca de 2000 árvores caídas durante o temporal, bem como das restantes limpezas, recuperação de uma casa, muros e infraestruturas de energia e comunicações".

O programa do concerto terá como mote a “Música para as Cortes da Europa”, incluindo a interpretação de obras de Francesco Durante, Leonardo Leo, Antonio Vivaldi e Georg Philipp Telemann. O concerto será portanto dedicado à música da Europa setecentista (a Europa das Nações), na qual a Orquestra tem focado o seu trabalho. O espectáculo marca também o início da parceria recentemente assinada entre a Parques de Sintra e a Divino Sospiro, cujo protocolo de colaboração tem em vista a promoção do património musical associado ao Palácio Nacional de Queluz, o estabelecimento de um Centro de Estudos Setecentistas de Portugal nas instalações do Palácio Nacional de Queluz, a promoção de concertos, conferências, recitais, e a publicação de estudos sobre o património musical barroco português. Previstas estão também as gravações da Orquestra interpretando os resultados dos estudos.

O concerto está limitado a 200 pessoas e os bilhetes custam 50 euros. Mais informações e reservas através do 21 923 730 00 ou animacao.cultural@parquesdesintra.pt. [Fonte: PSML]

Sem comentários:

Publicar um comentário

Os comentários devem observar as regras gerais de “netiqueta”. No âmbito da moderação em vigor, serão eliminadas mensagens ofensivas, difamatórias, xenófobas, pornográficas ou de cariz comercial.