sábado, 13 de abril de 2013

Diogo Geraldes pede impugnação das eleições "ilegais" na JSD Sintra



[Corrigido] O cabeça da lista "Juntos Somos Sintra" às eleições de 22 de Março para a concelhia da Juventude Social Democrata (JSD) anunciou ontem no Facebook que vai contestar a eleição da lista "Inovar Sintra", liderada por Andreia Bernardo. "Verifiquei que não foram minimamente respeitados os Estatutos da JSD nem o respectivo regulamento Eleitoral, pelo que entendi que era meu dever apresentar a impugnação do acto eleitoral, com vista à repetição do mesmo", explica Diogo Geraldes.

Segundo explica ao Tudo sobre Sintra, a lista que encabeça não chegou a participar nas eleições por considerar tratar-se de um "acto eleitoral que decorreu de forma ilegal". "Recusámos participar na eleições, pelo que juridicamente não houve derrota porque não houve participação. Mas já apresentei a impugnação juntos os órgãos jurisdicionais da JSD", diz Diogo Geraldes.

As eleições ocorreram após a demissão da anterior presidente, Helena Coelho, que em Fevereiro decidiu abandonar o cargo poucas semanas antes do final do mandato, para apoiar a candidatura independente do social-democrata Marco Almeida à presidência da câmara.

Notícia relacionada:
Nova presidente da JSD Sintra quer contribuir para a eleição de Pedro Pinto
Andreia Bernardo candidata-se à JSD Sintra
'Joana Barata Lopes desvaloriza demissão de Helena Coelho «de saída por limite de idade»'
Presidente da JSD Sintra apresenta demissão e coloca-se ao lado de Marco Almeida

Sem comentários:

Publicar um comentário

Os comentários devem observar as regras gerais de “netiqueta”. No âmbito da moderação em vigor, serão eliminadas mensagens ofensivas, difamatórias, xenófobas, pornográficas ou de cariz comercial.