quinta-feira, 16 de maio de 2013

PAN Sintra rejeita aeroporto 'low cost' na Base Aérea n.º 1

O Conselho Local de Sintra do Partido pelos Animais e pela Natureza (PAN) manifestou-se hoje contra "a construção e funcionamento de um aeroporto civil em Sintra", nomeadamente na actual Base Aérea n.º 1, localizada na Granja do Marquês, perto de Pêro Pinheiro. Num comunicado divulgado no blogue oficial, o PAN Sintra considera que "o funcionamento daquela base como aeroporto civil traria inúmeros e avultados problemas", dado estar situada a cerca de 1,5 km da freguesia mais populosa da Europa - Algueirão-Mem Martins - , com cerca de 70 mil habitantes.

"Tratar-se-ia de um verdadeiro problema de saúde pública, porque as emissões de CO2 e outros gases que provocam efeito de estufa, como o dióxido de nitrogénio e óxido nítrico, que adviriam do tráfego aéreo e, principalmente, dos levantamentos das aeronaves (que se sabem ser os segundos mais poluentes da actividade do avião), seriam de avultadas quantidades e provocariam, necessariamente, poluição atmosférica que prejudicaria, em primeiro lugar e principalmente, a população envolvente", afirma o PAN, que também alerta para os efeitos negativos da poluição sonora.

Segundo o PAN, estas condições "provocariam, a médio prazo, a degradação da fauna e flora residentes no Parque Natural de Sintra-Cascais, que se encontra situado a cerca de 2 km da Base Aérea". Entre as espécies animais e vegetais existentes, "há uma que decerto sairia altamente prejudicada: os morcegos, seres altamente sensíveis ao ruído e que são de extrema importância para o equilíbrio da biodiversidade daquele ecossistema".

Além destes problemas, o PAN considera que "existindo já o comboio (eléctrico), a ligar Sintra a Lisboa e, sendo este o transporte público menos poluente movido a combustíveis e demorando cerca de 40 minutos a realizar essa ligação, não se vislumbra necessária a existência de um aeroporto civil em Sintra", e que "nas actuais circunstâncias de crise económico-financeira grave, não é sensato despender quaisquer dinheiros públicos em projectos que tragam grandes custos para as populações, havendo muitas outras formas de promover o turismo e a criação de empregos no concelho". [Fonte: PAN Sintra]

Notícias relacionadas:
'Relatório sobre viabilidade de um segundo aeroporto na zona de Lisboa será conhecido no final de junho'
'Pedro Pinto defende aeroporto para voos 'low cost' na Base Aérea de Sintra'

Sem comentários:

Publicar um comentário

Os comentários devem observar as regras gerais de “netiqueta”. No âmbito da moderação em vigor, serão eliminadas mensagens ofensivas, difamatórias, xenófobas, pornográficas ou de cariz comercial.