terça-feira, 18 de junho de 2013

Partido pelos Animais e pela Natureza contesta realização de tourada em Pêro Pinheiro

O candidato do Partido pelos Animais e pela Natureza (PAN) à presidência da Câmara de Sintra critica a realização da corrida de touros prevista para dia 28 em Pêro Pinheiro. "O PAN tudo fará para que iniciativas como a que irá ocorrer em Pêro Pinheiro e, infelizmente, em outros locais do concelho sejam observadas cada vez mais, pelos cidadãos e famílias, como práticas ruinosas para o ser humano, ambiente e animais, e que este consenso nos leve a todos a banir da sociedade moderna este tipo de iniciativas, que não têm compatibilidade alguma com práticas de promoção de felicidade e bem-estar, dignos de uma sociedade equilibrada e pacífica", explica Nuno Azevedo em comunicado.

O PAN considera que "o touro é usado de forma grosseira, anti-lógica, e com um único objectivo de através do sofrimento de um animal, tornar esse momento uma festa. A lógica desta prática torna-se mais absurda quando esta atinge também o bem-estar do praticante (veja-se o que aconteceu ainda recentemente ao forcado Nuno Carvalho que ficou paraplégico), como para o cavalo que serve de escudo entre o humano e o touro, acabando por ser muitas vezes alvo das investidas deste último, sendo que as consequências disto podem levar à morte de ambos". O PAN apela, por isso, "a que todos se mobilizem contra a prática destas iniciativas, não presenciando estas festas, não estando do lado destas práticas e não aprovando racionalmente estas tradições e práticas medievais." [Fonte: PAN Sintra]

Sem comentários:

Publicar um comentário

Os comentários devem observar as regras gerais de “netiqueta”. No âmbito da moderação em vigor, serão eliminadas mensagens ofensivas, difamatórias, xenófobas, pornográficas ou de cariz comercial.