sexta-feira, 26 de julho de 2013

Marco Almeida refuta acusações do BE de falta de transparência



O cabeça de lista do movimento “Sintrenses com Marco Almeida” assegura que “não têm o mínimo de fundamentação” as acusações de falta de transparência feitas ontem Bloco de Esquerda. “O comunicado do BE é oportunista e só surge depois de publicada a sondagem do Jornal de Notícias [que dá vantagem a esta lista]. Insere-se numa lógica de combate eleitoral, tentando diminuir esta candidatura”, disse Marco Almeida à margem da primeira conferência de um ciclo que irá promover semanalmente até às eleições autárquicas, e que contou com a presença de Paulo Morais, vice-presidente da associação cívica Transparência e Integridade.

Marco Almeida reiterou o compromisso “de ter um orçamento transparente a nível de despesas e receitas”, medida que será implementada no início de Agosto, e recusou que o seu bom-nome seja posto em causa. “Farei um combate intransigente, porque para além do meu bom-nome, está também em causa o nome da minha família, e não vou deixar passar em branco as atitudes menos correctas. Tinha muito mais interesse em debater com o BE as propostas que tem para Sintra, e essas ainda não vi nenhuma”, lamentou o candidato.

O actual vice-presidente da Câmara de Sintra criticou ainda os constrangimentos levantados às candidaturas independentes e o anunciado fim do passe social na Vimeca, responsabilidade que atribui aos últimos governos. “Enquanto o PS foi Governo, este assunto não ficou resolvido, e agora que o PSD/CDS-PP são Governo, este assunto também não está resolvido. É altura de os sintrenses perceberem que não pode haver hipocrisias e dois pesos e duas medidas. Os candidatos que são deputados têm que assumir as suas responsabilidades, porque têm funções na Assembleia da República, e são responsáveis pelo estado a que o país chegou e por esta situação dos passes sociais”, considera Marco Almeida (ver entrevista integral em vídeo).

© Luís Galrão/Tudo sobre Sintra

Vídeo relacionado:
Paulo Morais: "as candidaturas independentes vêm quebrar o predomínio partidocrático distrital"

Notícias relacionadas:
BE alerta Paulo Morais e pede transparência à candidatura de Marco Almeida
'Vimeca diz que passes sociais vão mesmo acabar a partir de 1 de Agosto'

Sem comentários:

Publicar um comentário

Os comentários devem observar as regras gerais de “netiqueta”. No âmbito da moderação em vigor, serão eliminadas mensagens ofensivas, difamatórias, xenófobas, pornográficas ou de cariz comercial.