domingo, 22 de setembro de 2013

Basílio Horta pede “cartão amarelo-avermelhado ao Governo” nas autárquicas



O candidato socialista à presidência da Câmara de Sintra espera que os sintrenses penalizem o Governo PSD/CDS-PP nas autárquicas de 29 de Setembro, dando um voto de confiança à lista do PS. “Estas eleições são um grande momento para dar um cartão amarelo-avermelhado a este Governo, é por isso que devem votar no PS, porque é a alternativa ao liberalismo puro e duro”, defende Basílio Horta, para quem também deve ser penalizado o abandono de Sintra nos últimos 12 anos.

“Temos problemas gravíssimos, com empresas a irem embora e um desemprego altíssimo, o que significa uma crise económica e social, pelo que a primeira preocupação é combater o desemprego através do investimento privado, porque não há meios para ser público”, afirma o democrata cristão que é deputado independente no PS. Basílio Horta defende também que Sintra deve recuperar o ensino universitário, após a saída da Universidade Católica, e apostar nos sectores farmacêutico e dos mármores.

O cabeça de lista do PS não esconde a preocupação com o nível de endividamento da autarquia, em nono lugar a nível nacional, mas acredita ser o melhor preparado para governar a câmara. “É este o trabalho que vamos ter de fazer e que sabemos fazer, e não há talvez ninguém tão bem preparado como eu. Fi-lo durante seis anos com algum sucesso para o país e vou tentar fazê-lo aqui, porque fazer política social desgarrada da parte económica não é sustentável, porque os subsídios acabam um dia”, afirma.

© Luís Galrão/Tudo sobre Sintra

Notícia relacionada:
Basílio Horta promete dar atenção aos "milhares de famílias que não têm pão na mesa"

Sem comentários:

Publicar um comentário

Os comentários devem observar as regras gerais de “netiqueta”. No âmbito da moderação em vigor, serão eliminadas mensagens ofensivas, difamatórias, xenófobas, pornográficas ou de cariz comercial.