terça-feira, 15 de outubro de 2013

'Aluno da escola de Massamá queria matar pelo menos 60 pessoas'

Na Visão (via Lusa): "O aluno da escola de Massamá, em Sintra, que na segunda-feira esfaqueou três colegas e uma funcionária pretendia "imitar um massacre e matar, pelo menos, 60 pessoas", segundo o plano delineado, a que a agência Lusa teve hoje acesso. Fonte policial ligada à investigação adiantou que, na folha A4 apreendida ao menor de 16 anos, este descreve "com bastante pormenor o plano de massacre", nomeadamente "os materiais a usar, as aulas onde estariam mais alunos, o modo e a estratégia de actuação e os objectivos a atingir, sendo que queria matar, pelo menos, 60 pessoas para bater o recorde". [notícia integral] [notícia no Jornal de Notícias, no Jornal da Região, no PÚBLICO e na Rádio Ocidente]

Notícia relacionada:
'Jovem que esfaqueou colegas não justificou ataque. Pais estão em choque'

Sem comentários:

Publicar um comentário

Os comentários devem observar as regras gerais de “netiqueta”. No âmbito da moderação em vigor, serão eliminadas mensagens ofensivas, difamatórias, xenófobas, pornográficas ou de cariz comercial.