domingo, 10 de novembro de 2013

'Autarcas derrotados dividem-se entre a vereação, a AR ou as férias sabáticas'

No SOL (via Lusa): "Os candidatos derrotados do PSD e do PS às câmaras de Lisboa, Porto, Gaia, Matosinhos, Viseu, Sintra e Oeiras dividem-se agora entre o cargo de vereadores da oposição, a Assembleia da República ou férias sabáticas. O ex-presidente da Câmara de Sintra, Fernando Seara, que se candidatou a Lisboa e perdeu as eleições autárquicas pela coligação do PSD/CDS-PP contra o socialista António Costa, assumiu o mandato como vereador da oposição na capital, mas esta será a sua única "intervenção política". (...)

Também pela Assembleia da República anda o deputado e vice-presidente do PSD Pedro Pinto, que concorreu a Sintra em coligação com o CDS-PP e o MPT, tendo ficado atrás do PS, liderado por Basílio Horta, e do independente Marco Almeida, também social-democrata, cuja intenção de ser candidato pelo partido foi rejeitada pela distrital de Lisboa. Em Sintra, o PSD fez um acordo de governação da Câmara com o PS, tendo Pedro Pinto suspendido o mandato. O vice-presidente social-democrata disse à Lusa que vai manter-se como deputado na Assembleia da República, onde preside à Comissão de Economia e Obras Públicas. No entanto, afirmou que vai manter-se atento a Sintra, onde se desloca todas as semanas, e para onde transferiu a sua militância." [notícia integral]

Sem comentários:

Publicar um comentário

Os comentários devem observar as regras gerais de “netiqueta”. No âmbito da moderação em vigor, serão eliminadas mensagens ofensivas, difamatórias, xenófobas, pornográficas ou de cariz comercial.