quinta-feira, 24 de abril de 2014

Convocada "Carruagem da Liberdade" para o comboio das 18h55 na Linha de Sintra



Está a ser divulgada no Facebook a iniciativa "Carruagem da Liberdade", que pretende ocupar hoje a carruagem da frente e outras, se a adesão o permitir, do comboio Sintra-Lisboa com partida às 18h55, numa acção complementar à iniciativa "Todos os Rios vão dar ao Carmo". "Neste fim de dia, em vez do regresso repetido e cansado a casa, o subúrbio vai à cidade. Trazemos a nossa alegria e indignação, olhamo-nos nos olhos, unimo-nos numa viagem de festa, luta, música e rebeldia. Vamos até Lisboa juntar-nos aos rios que inundarão a cidade, e que se encontrarão no Largo do Carmo às 22h", apela o promotor, que assina como Manuelinho Menino.

A "carruagem livre de títulos de transporte" pretende também servir de protesto "contra os aumentos, a corrupção e a repressão na Linha de Sintra". "Apelamos aos trabalhadores da CP a celebrarem a luta dos seus colegas que, exactamente há 40 anos, faziam greves à cobrança de bilhetes pelos seus direitos e por um transporte público para todas e para todos. Apelamos aos trabalhadores da CP, que também sofrem as consequências da destruição deste serviço público, que se solidarizem com esta acção de celebração e protesto", lê-se na convocatória que já ultrapassou uma centena de adesões.

A iniciativa terá também lugar nas linhas da Azambuja e de Cascais e, no caso da de Sintra, culminará na estação do Rossio com uma "mini-concentração pelo transporte público e o direito à mobilidade", às 19h30. "Apelamos a que, antes dos vossos rios, passem pelo Rossio em apoio às pessoas que chegam do subúrbio, muitas recusando pagar bilhete, para ajudar a garantir que todos têm acesso à cidade neste dia de luta e celebração. Tudo numa estação que tem sido palco de violentas rusgas policias, e à qual, de ano para ano, cada vez menos habitantes do subúrbio conseguem chegar. Depois seguimos para os vários rios!", revela um dos perfis participantes.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Os comentários devem observar as regras gerais de “netiqueta”. No âmbito da moderação em vigor, serão eliminadas mensagens ofensivas, difamatórias, xenófobas, pornográficas ou de cariz comercial.