terça-feira, 20 de maio de 2014

Câmara assegura funcionamento da unidade de saúde de S. João das Lampas durante o Verão

A Câmara de Sintra vai disponibilizar três funcionários para assegurar o funcionamento do pólo da Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados de S. João das Lampas, avançou Basílio Horta durante a reunião pública do executivo. Esta unidade de saúde estava em vias de ficar sem consultas durante o período de férias, obrigando os utentes a dirigir-se ao pólo da Terrugem, uma situação que não foi aceite por autarcas e moradores.

“Assim que soubemos, falámos com o doutor Vítor Cardoso, do Agrupamento de Centros de Saúde de Sintra [ACES Sintra], porque era uma situação que não podia acontecer. É uma situação bizarra, mas iremos lá colocar três pessoas para a área administrativa durante os três meses de Verão, porque não admitíamos que fosse suspenso, como não consentiríamos que encerrasse”, diz o presidente da câmara, que assegura que seria o primeiro a manifestar-se caso estivesse em causa o encerramento definitivo da unidade.

Além desta decisão, o executivo aprovou uma moção proposta pelo movimento Sintrenses com Marco Almeida, na qual manifesta “a sua total oposição ao encerramento temporário ou definitivo da extensão de saúde de São João das Lampas ou da Terrugem.” O documento contou com os votos favoráveis dos quatro vereadores proponentes e do vereador da CDU e com a abstenção do presidente e da maioria dos vereadores do PS (a vereadora Piedade Mendes votou favoravelmente, mas pediu para alterar para abstenção após ouvir a declaração de voto do vice-presidente, Rui Pereira),

Já os dois vereadores do PSD pediram para ser excluídos da votação, dado recusarem votar “propostas impressas em papel timbrado de uma candidatura autárquica”, numa referência ao facto do logótipo do movimento Sintrenses com Marco Almeida incluir a referência “Autárquicas’17”. O PSD lamentou ainda que tenha sido transmitido aos moradores que o encerramento da unidade pudesse ser definitivo. “Já estava a decorrer um abaixo-assinado e a ser preparada uma manifestação! Lamento bastante que a situação tenha tido um aproveitamento político, para algo que é grave, que é o encerramento parcial durante três meses, e espero que a verdade seja reposta rapidamente junto dos fregueses”, reclamou a vereadora Paula Neves.

A notícia da suspensão e do eventual encerramento definitivo assustou moradores e o presidente da União de Freguesias de S. João das Lampas e Terrugem, que decidiu informar a população através de um comunicado. Até o padre da paróquia ajudou a alertar os fregueses, como contou o vereador Pedro Ventura, da CDU, que diz ter sabido da notícia "na eucaristia dominical”. Alguns moradores criaram entretanto um grupo de contestação no Facebook e lançaram uma petição contra o encerramento da unidade. [ver comunicado da Câmara de Sintra] [notícia no Diário Digital e no PÚBLICO]

© Luís Galrão/Tudo sobre Sintra

Notícia relacionada:
Extensões de Saúde de S. João das Lampas ou Terrugem podem encerrar durante as férias

Sem comentários:

Publicar um comentário

Os comentários devem observar as regras gerais de “netiqueta”. No âmbito da moderação em vigor, serão eliminadas mensagens ofensivas, difamatórias, xenófobas, pornográficas ou de cariz comercial.