segunda-feira, 28 de julho de 2014

Associação de Defesa do Património de Sintra quer classificar árvores de interesse municipal

A Associação de Defesa do Património de Sintra (APDS), com a colaboração da câmara municipal, está a inventariar as árvores históricas de Sintra, com o objectivo de dar inicio à classificação dos espécimes mais relevantes. "Este estudo, em fase de conclusão, vai permitir identificar árvores isoladas, alamedas, jardins e bosques e solicitar a sua classificação, e assim, atribuir ao arvoredo um estatuto similar ao do património construído classificado", explica a autarquia.

No final de Junho, na sequência do abate da tília centenária que existia frente ao Palácio Nacional de Sintra, a APDS lamentou a falta de atenção dada a este património e apelou à "convergência das sinergias". "A conservação das árvores históricas e das que pelo seu porte e singularidade são marcos paisagísticos, não têm, na generalidade, merecido no nosso país ao longo dos anos, a atenção e o investimento necessário para a sua conservação, nomeadamente, através de podas apropriadas, regular tratamento fitossanitário assim como a procura de soluções criativas e a utilização das tecnologias mais avançadas, o que permitiria sempre que possível que as árvores envelhecessem com dignidade." [Fontes: APDS e Câmara de Sintra]

Sem comentários:

Publicar um comentário

Os comentários devem observar as regras gerais de “netiqueta”. No âmbito da moderação em vigor, serão eliminadas mensagens ofensivas, difamatórias, xenófobas, pornográficas ou de cariz comercial.