sábado, 19 de julho de 2014

Espaço do Cidadão e Loja da Segurança Social inaugurados ontem em Pêro Pinheiro



Depois do Espaço do Cidadão e da Loja da Segurança Social, inaugurados ontem, já só falta a mudança dos CTT para dinamizar o edifício multiusos de Pêro Pinheiro. “Esta oferta é um motor de desenvolvimento para este espaço, que traz às populações serviços apenas disponíveis na sede do concelho ou em Queluz”, realçou o presidente da União de Freguesias de Almargem do Bispo, Pêro Pinheiro e Montelavar.

Apesar de ainda “cheirar a tinta, dada a mudança recorde” da Segurança Social, como admitiu Rui Maximiano, todos os serviços deste organismo e os disponíveis nos quatro balcões do Espaço do Cidadão, que abrangem câmara e administração central, “estão abertos e a funcionar bem”, assegurou o autarca, segundo o qual também já foi aberto concurso para a obra de instalação dos CTT.

Para o presidente da câmara, Basílio Horta, que incluiu a inauguração no programa de uma presidência aberta na união de freguesias, os novos serviços demonstram a importância do trabalho feito em colaboração com o Governo. “Podemos divergir na macropolítica, mas aqui a servir o interesse das pessoas, todos puxamos para o mesmo sítio. Este é um bom trabalho realizado em conjunto”.

Também presente na iniciativa, o Secretário de Estado para a Modernização Administrativa fez um balanço positivo do projecto-piloto de instalação de Espaços do Cidadão nos municípios, e assegurou que a próxima fase passa pela criação de uma rede de Lojas do Cidadão na Área Metropolitana de Lisboa. “É preciso ultrapassar a ideia de que para resolver um assunto é preciso ir à Loja do Cidadão das Laranjeiras”, disse Joaquim Pedro Cardoso da Costa.

© Luís Galrão/Tudo sobre Sintra

[Actualização] Vídeo do João Costa:


Notícia relacionada:
Espaço do Cidadão de Pêro Pinheiro inaugurado na sexta-feira durante "presidência aberta"
Já abriu o primeiro Espaço do Cidadão de Sintra

Sem comentários:

Publicar um comentário

Os comentários devem observar as regras gerais de “netiqueta”. No âmbito da moderação em vigor, serão eliminadas mensagens ofensivas, difamatórias, xenófobas, pornográficas ou de cariz comercial.