segunda-feira, 29 de setembro de 2014

'Câmaras desafiam Governo e mantêm 35 horas para os seus trabalhadores'

No Diário Económico: "A maioria das câmaras que assinaram acordos com os sindicatos para aplicar as 35 horas semanais de trabalho vai manter esse horário, apesar do Ministério das Finanças ter avisado, na sexta-feira, que as autarquias que o fizerem estão a violar a lei geral, que estabelece 40 horas. "A nossa intenção é manter as 35 horas, mas temos de analisar melhor o comunicado do Ministério das Finanças, que é um pouco ambíguo", diz o presidente da Câmara de Sintra, Basílio Horta. Mas defende: "Uma coisa é o comunicado das Finanças, outra coisa é a lei e está dentro da nossa liberdade negociar estas matérias". Além disso, Basílio Horta refere que, no caso de Sintra, o horário das 40 horas "é prejudicial para todos". [notícia integral]

Notícia relacionada:
'Finanças avisam autarquias com 35 horas que estão a violar a lei'

Sem comentários:

Publicar um comentário

Os comentários devem observar as regras gerais de “netiqueta”. No âmbito da moderação em vigor, serão eliminadas mensagens ofensivas, difamatórias, xenófobas, pornográficas ou de cariz comercial.