quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Câmara de Sintra está a favor e não contra os horários de 35 horas semanais

[Actualizado] Alerta para os mais distraídos, já que os jornalistas da TVI não repararam: ao contrário do que diz Basílio Horta, por lapso, nesta entrevista de ontem, o Governo não quer “obrigar [as câmaras] aos horários de 35 horas” semanais. Também é um lapso a afirmação de que “a adopção das 35 horas é prejudicial para munícipes, trabalhadores e câmara”, dado que o autarca de Sintra defende precisamente o contrário.

A câmara é a favor das 35 horas, horário semanal já praticado pelos trabalhadores da autarquia, e está contra a imposição do Governo, que quer que seja cumprida a lei de 2013 que aumentou a carga horária da Função Pública para as 40 horas. É por isso que Sintra faz parte do grupo de 16 municípios que já pediu a inconstitucionalidade da norma que tem permitido ao Governo bloquear os acordos para manter a semana de 35 horas nas autarquias. [ver vídeo] [notícia no Jornal de Negócios e no Observador]

Notícias relacionadas:
'Câmaras desafiam Governo e mantêm 35 horas para os seus trabalhadores'
'Finanças avisam autarquias com 35 horas que estão a violar a lei'

Sem comentários:

Publicar um comentário

Os comentários devem observar as regras gerais de “netiqueta”. No âmbito da moderação em vigor, serão eliminadas mensagens ofensivas, difamatórias, xenófobas, pornográficas ou de cariz comercial.