sexta-feira, 24 de outubro de 2014

'Tribunal quer alterar factos da acusação a ex-autarcas de Rio de Mouro'

No Notícias ao Minuto (via Lusa): "O Tribunal de Lisboa Oeste adiou [ontem] a sentença do processo do anterior executivo da Junta de Freguesia de Rio de Mouro, Sintra, por recebimento indevido de despesas, devido a um despacho para alteração dos factos da acusação. O presidente do coletivo, Pedro Neves, distribuiu aos advogados dos oito arguidos o despacho de alteração dos factos, relacionados com despesas pagas sem base legal pela junta, no montante total de cerca de 68 mil euros." [notícia integral]

Notícias relacionadas:
'Pedida pena suspensa se autarcas corruptos devolverem verbas'
'Começou o julgamento dos Ex-Autarcas de Rio de Mouro'

Sem comentários:

Publicar um comentário

Os comentários devem observar as regras gerais de “netiqueta”. No âmbito da moderação em vigor, serão eliminadas mensagens ofensivas, difamatórias, xenófobas, pornográficas ou de cariz comercial.