terça-feira, 30 de dezembro de 2014

'Amadora-Sintra: ministério admite pagar mais na passagem de ano'

Na TVI24 (via Lusa): "O Governo admite pagar mais aos médicos que façam «urgências» no hospital Amadora-Sintra para fazer face ao aumento de afluência na passagem de ano, medida prevista em «situações excecionais», disse à Lusa fonte do Ministério da Saúde. O Hospital Amadora-Sintra foi autorizado a contratar 10 médicos a empresas prestadoras de serviços, ou por ajuste direto, dada a proximidade da passagem de ano, tendo sido oferecido um pagamento de 30 euros por hora. No entanto, o ministério admitiu hoje à Lusa que esse valor poderá ser aumentado caso continue a faltar médicos interessados em preencher os lugares durante aquela época festiva." [notícia integral] [notícia no Correio da Manhã, no Diário Digital, no DN, na Rádio Renascença e no SOL]

Notícias relacionadas:
Utentes voltam a pedir um novo hospital e mais meios para o Amadora-Sintra
'Hospital diz que tolerância de ponto dada pelo Governo contribuiu para caos nas urgências'

Sem comentários:

Publicar um comentário

Os comentários devem observar as regras gerais de “netiqueta”. No âmbito da moderação em vigor, serão eliminadas mensagens ofensivas, difamatórias, xenófobas, pornográficas ou de cariz comercial.