segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

'Basílio Horta critica "situação intolerável" no hospital de Amadora-Sintra'

Na Visão (via Lusa): "O presidente da Câmara de Sintra, Basílio Horta (PS), classificou como "intolerável" o caos nas urgências do Hospital Fernando Fonseca (Amadora-Sintra), lamentando que o Ministério da Saúde ainda não tenha assinado os protocolos para quatro novos centros de saúde. "O que está a acontecer é de uma grande gravidade para aquela zona e também para Sintra", afirmou hoje à agência Lusa o presidente da autarquia, salientando que, quando o hospital de Amadora-Sintra foi construído, "Sintra tinha cerca de 300 mil habitantes, hoje tem inscritas no serviço de saúde 427 mil pessoas." [notícia integral] [notícia no Correio da Manhã, no Observador e na RTP]

Notícias relacionadas:
'Urgências do Amadora-Sintra voltam à normalidade'
'Amadora-Sintra sem capacidade para receber mais doentes'
'Médicos com doenças súbitas e mais doentes provocaram caos no Amadora-Sintra'

Sem comentários:

Publicar um comentário

Os comentários devem observar as regras gerais de “netiqueta”. No âmbito da moderação em vigor, serão eliminadas mensagens ofensivas, difamatórias, xenófobas, pornográficas ou de cariz comercial.