quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Casa da Cultura de Mira Sintra vai adoptar o nome do pintor e escultor Lívio de Morais

[Actualizado] O executivo municipal aprovou ontem por maioria a atribuição do nome do pintor e escultor Lívio de Morais à Casa da Cultura de Mira Sintra. A decisão é o culminar de uma proposta do movimento Sintrenses com Marco Almeida, que sugeriu há alguns meses a atribuição do nome de Aristides de Sousa Mendes, designação que acabou por ser alterada pela União de Freguesias de Agualva e Mira Sintra.

Assim, o nome Sousa Mendes será atribuído oportunamente à rotunda central criada pelo programa Polis na cidade de Agualva-Cacém, enquanto a Casa da Cultura adopta o nome do artista moçambicano residente na cidade, onde foi também presidente da Assembleia de Freguesia do Cacém, em 2001, na lista do PS.

Lívio de Morais conta com trabalhos e exposições em Portugal, Espanha, Canadá e Estados Unidos da América, entre outras presenças internacionais. “Além do seu vasto curriculum, o professor Lívio de Morais sempre teve a capacidade única de conjugar a multiculturalidade de que a cidade é referência, e as homenagens devem ser efectuadas em vida, permitindo aos homenageados sentir o merecido reconhecimento público”, lê-se na fundamentação da proposta.

O vereador da CDU votou contra por ter sido esse o sentido de voto adoptado em sede de assembleia de freguesia. A posição da CDU prende-se com o facto de ter uma proposta diferente, já formulada em 2010, para atribuição do nome de Bartolomeu Cid dos Santos ao mesmo espaço. Por sugestão do vereador Marco Almeida, o executivo comprometeu-se a encontrar uma alternativa digna à qual atribuir o nome sugerido pela CDU. [ver proposta aprovada]

Sem comentários:

Publicar um comentário

Os comentários devem observar as regras gerais de “netiqueta”. No âmbito da moderação em vigor, serão eliminadas mensagens ofensivas, difamatórias, xenófobas, pornográficas ou de cariz comercial.