segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

'Hospital diz que tolerância de ponto dada pelo Governo contribuiu para caos nas urgências'

No Observador: "O Governo concedeu tolerância de ponto aos funcionários públicos no dia 24 de dezembro e deu ainda a hipótese destes escolherem mais um dia para ficar em casa: 26, 31 ou 2 de dezembro. Resultado: muitos centros de saúde fecharam na semana passada, o que fez com que as pessoas corressem às urgências hospitalares. Essa é uma das explicações avançadas pelo porta-voz do Hospital Amadora-Sintra para justificar os tempos de espera superiores a 20 horas." [notícia integral]

Notícias relacionadas:
'Amadora-Sintra ainda não conseguiu contratar médicos, mesmo a mais de 30 euros por hora'
'ERS vai analisar acesso dos utentes ao Amadora-Sintra'

Sem comentários:

Publicar um comentário

Os comentários devem observar as regras gerais de “netiqueta”. No âmbito da moderação em vigor, serão eliminadas mensagens ofensivas, difamatórias, xenófobas, pornográficas ou de cariz comercial.