quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

Mais de 1800 pessoas já disseram não à construção da ‘Cidade da Sonae’ na Abrunheira

O Movimento de Cidadania "Não à Cidade Sonae em Sintra" espera juntar duas mil assinaturas contra o empreendimento previsto no Plano de Pormenor da Abrunheira Norte (PPAN), que está em discussão pública até sexta-feira. Até agora, a petição online conta com 1827 subscritores, mas é provável que o total de assinaturas seja superior, dado que também continua a circular uma versão em papel.

Num comunicado divulgado no final do ano, este movimento informal saudou uma moção da CDU aprovada por maioria na Assembleia de Freguesia de Algueirão-Mem Martins, a 29 de Dezembro, onde todas as forças políticas, à excepção do PS, “posicionaram-se contra a actual proposta apresentada no PPAN”.

Neste assembleia, vários moradores “alertaram para os impactos negativos expectáveis para Algueirão-Mem Martins, salientando que, embora em terrenos vizinhos [da União de Freguesias de Sintra], esta será uma das freguesias mais atingidas pelo PPAN “Cidade da Sonae” no que concerne, entre outros, ao enfraquecimento do comércio local e à problemática das acessibilidades rodoviárias.”

Até sexta-feira, o movimento continuará a recolher requerimentos (dirigidos ao presidente da câmara) e assinaturas para a petição, bem como a alertar a população e a UNESCO para o impacto do projecto. Apesar de saudar o prolongamento do prazo da discussão pública, que teve como primeiro limite o dia 12 de Dezembro, os moradores consideram que “este período é, ainda assim, curto e com divulgação insuficiente.”

“Propomos mais sessões de esclarecimento, em diversos locais do concelho e fora dos períodos festivos de Natal e Fim de Ano. Apelamos ao bom senso da autarquia e a uma reflexão profunda sobre o PPAN e sobre todos os motivos que têm levado este projecto urbanístico a ser um dos mais polémicos dos últimos anos em Sintra”, lê-se no comunicado.

O projecto apelidado pelo presidente da câmara como "Cidade da Sonae", prevê, entre outros, a construção de uma grande superfície comercial de mais de 37 mil metros quadrados, dois hotéis, uma clínica de cinco andares, e dois parques urbanos, numa área de 70,5 hectares junto à Abrunheira, ao lado do nó do IC19 com a A16. [ver petição]

Notícias relacionadas:
'Urbanização e novo centro comercial junto ao IC19 em discussão pública'
Discussão pública do Plano de Pormenor da Abrunheira Norte prolongada até dia 9
Petição junta 1600 assinaturas contra a “Cidade da Sonae” na Abrunheira Norte

Sem comentários:

Enviar um comentário

Os comentários devem observar as regras gerais de “netiqueta”. No âmbito da moderação em vigor, serão eliminadas mensagens ofensivas, difamatórias, xenófobas, pornográficas ou de cariz comercial.