sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015

'Caos nas urgências: há «pessoas a gritar» e agressões a médicos'

Na TVI24: "Não há melhorias muito evidentes nos serviços de urgência de muitos hospitais públicos, mesmo depois das medidas anunciadas pelo Governo. Uma equipa de reportagem da TVI registou o caos em muitos hospitais, desde logo na Grande Lisboa, mas também noutros locais do país. (...) No Hospital Fernando Fonseca, conhecido como hospital Amadora-Sintra, um dos maiores do país, ainda há macas espalhadas pelos corredores. «A minha mãe esteve numa maca desde que chegou ao Amadora-Sintra (…). O espaço entre as macas e mínimo. As pessoas a gritar, a quererem deitar-se por debaixo das macas, com fraldas à vista de quem quer que fosse que passasse», afirmou à TVI a filha de uma doente internada." [notícia integral]

Notícias relacionadas:
Utentes da saúde de Sintra e da Amadora voltam a exigir melhores condições
'Utentes do Amadora-Sintra manifestam-se contra «deficiente atendimento ao público»'

Sem comentários:

Publicar um comentário

Os comentários devem observar as regras gerais de “netiqueta”. No âmbito da moderação em vigor, serão eliminadas mensagens ofensivas, difamatórias, xenófobas, pornográficas ou de cariz comercial.