quinta-feira, 5 de março de 2015

Câmara de Sintra criticada por realizar presidência aberta "às escondidas"

O movimento "Sintrenses com Marco Almeida" criticou ontem a "nova fase" das presidências abertas do executivo municipal, agora realizadas "às escondidas". Este movimento independente, que desde o início da primeira ronda, há mais de um ano, se queixa que os seus quatro vereadores são excluídos das visitas, denuncia que a segunda ronda, nomeadamente a visita realizada na sexta-feira à União de Freguesias de Queluz e Belas, não teve qualquer divulgação nas páginas das duas autarquias, nem sequer foi divulgada à comunicação social.

"O que teme o presidente da Câmara de Sintra? A dúvida que legitimamente nos colocamos é a que se deverá esta mudança? Será por não ter obra para mostrar, um ano transcorrido sobre a primeira ronda de visitas? Receio de ser confrontado pelos sintrenses quanto à degradação do espaço público, ausência de resposta perante a omissão aos muitos pedidos de esclarecimento por parte de munícipes?", questiona o movimento, em comunicado.

Os independentes fazem também questão de evidenciar a diferente actuação, nomeadamente no âmbito do ciclo de visitas pelas freguesias que iniciaram no último fim de semana. "Além de o divulgarmos, tivemos a cortesia de convidar quer o senhor presidente, quer os senhores vereadores, para nos acompanharem. Como esperávamos, não apareceram! Confirma-se a máxima de que as atitudes ficam para quem as praticam. Perde o concelho, perdem os sintrenses".

Autarquia não comenta nem justifica falta de divulgação

O Tudo sobre Sintra apurou que os principais meios de comunicação locais não receberam qualquer notificação sobre a realização da última presidência aberta e que os poucos jornalistas presentes souberam do evento informalmente. A Câmara de Sintra não prestou qualquer esclarecimento sobre o assunto, nem quis reagir ao comunicado dos independentes.

A autarquia limitou-se a publicar ontem, a meio da tarde, na Internet, a “notícia” oficial da visita, acompanhada de fotografias do presidente Basílio Horta a cumprimentar moradores e crianças. Entre outros aspectos, o texto destaca que o autarca “anunciou a requalificação do Mercado de Queluz, onde vai ser instalada uma Loja do Cidadão”, uma informação já avançada há cerca de um ano.

Notícias relacionadas:
'Sintrenses com Marco Almeida' iniciam ciclo de visitas às freguesias em Massamá/Monte Abraão
Câmara não responde a dois terços dos pedidos de informação do Tudo sobre Sintra

Sem comentários:

Enviar um comentário

Os comentários devem observar as regras gerais de “netiqueta”. No âmbito da moderação em vigor, serão eliminadas mensagens ofensivas, difamatórias, xenófobas, pornográficas ou de cariz comercial.