sexta-feira, 10 de abril de 2015

'Recluso em cama urinada, sem comer e sem assistência médica mais de 24 horas'

No PÚBLICO: "Naquele dia a doença já lhe esvaziara a voz. Diabético, dois acidentes vasculares cerebrais na ficha médica, Licínio Lourenço dava novos sinais de debilidade. Estávamos a 12 de Outubro passado, um domingo, e o alerta chegou à filha, Soraia, pelo telefone. Do outro lado da linha, os colegas de cela do recluso n.º 62 do Estabelecimento Prisional de Sintra. Estavam preocupados." [notícia integral]

Notícia relacionada:
'Denúncia de violação dos direitos humanos em prisão de Sintra'

Sem comentários:

Publicar um comentário

Os comentários devem observar as regras gerais de “netiqueta”. No âmbito da moderação em vigor, serão eliminadas mensagens ofensivas, difamatórias, xenófobas, pornográficas ou de cariz comercial.