quinta-feira, 16 de julho de 2015

'Mata homem por não poder pagar renda'

No Correio da Manhã: "O homem que em 2014 matou o procurador da proprietária da casa onde vivia, na região de Sintra, por não pagar a renda, foi condenado a 18 anos de prisão, indicou esta quarta-feira a Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa (PGDL). Segundo a PGDL, um acórdão da Instância Central Criminal de Sintra condenou o arguido à pena única de 18 anos de prisão, designadamente 17 anos e seis meses pelo homicídio qualificado e um ano por furto do telemóvel da vítima." [notícia integral] [notícia no Jornal da Região]

Notícias relacionadas:
'Assassino da varanda estava desempregado desde abril'
'Paga renda com envelope vazio e depois mata proprietário'
'Detido inquilino que matou cobrador de renda'
'Cobrança de renda acaba em homicídio'
'Encontrado morto em Rio de Mouro'

Sem comentários:

Publicar um comentário

Os comentários devem observar as regras gerais de “netiqueta”. No âmbito da moderação em vigor, serão eliminadas mensagens ofensivas, difamatórias, xenófobas, pornográficas ou de cariz comercial.