quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

'Câmara de Sintra trava construção de mais 2500 casas na Tapada das Mercês'

No Jornal da Região (via Lusa): "A Câmara de Sintra vai declarar a caducidade do loteamento na Quinta da Marquesa, para a construção de cerca de 2.532 fogos, por incumprimento do acordo para a conclusão das obras de urbanização da vizinha Tapada das Mercês. Segundo uma proposta do presidente da autarquia, Basílio Horta (PS), o executivo municipal deliberou “a caducidade do alvará da Quinta da Marquesa, com base no incumprimento do acordo firmado entre a empresa Cintra e a Câmara” e o tempo decorrido para a conclusão da operação de loteamento. “Acredito que não tenham tido financiamento nem meios para cumprir as iniciativas a que se obrigaram. Agora, a Câmara não podia estar ali com umas dezenas de hectares na situação em que estava”, explicou o autarca, em declarações à Lusa." [notícia integral]

Sem comentários:

Publicar um comentário

Os comentários devem observar as regras gerais de “netiqueta”. No âmbito da moderação em vigor, serão eliminadas mensagens ofensivas, difamatórias, xenófobas, pornográficas ou de cariz comercial.