segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

'Cinco maiores hospitais da Grande Lisboa preparam novo modelo de assistência a doentes urgentes'

No Expresso: "Os casos urgentes registados na Grande Lisboa vão ter um novo modelo assistencial para garantir que todos os doentes têm o tratamento necessário e atempado. A decisão resulta da denúncia recente de mortes por falta de equipa de neurocirurgia vascular ao fim de semana no Hospital de São José e foi tomada esta segunda-feira numa reunião entre a tutela, incluindo a Administração Regional de Saúde de Lisboa, e os responsáveis dos cinco maiores hospitais da região: Centro Hospitalar de Lisboa Norte (que integra o Santa Maria), Centro Hospitalar de Lisboa Central (onde está o São José), Centro Hospitalar de Lisboa Ocidental (com Egas Moniz e São Francisco Xavier, entre outros), Hospital Fernando da Fonseca (vulgo Amadora-Sintra) e Hospital Garcia da Orta, em Almada." [notícia integral]

Sem comentários:

Publicar um comentário

Os comentários devem observar as regras gerais de “netiqueta”. No âmbito da moderação em vigor, serão eliminadas mensagens ofensivas, difamatórias, xenófobas, pornográficas ou de cariz comercial.