segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

'Mais de um milhão sem médico de família'

Na Visão: "Os utentes sem médico de família atribuído atingiam, em 28 de outubro passado, a cifra de 1 063 410 pessoas, segundo dados oficiais do Ministério da Saúde, apurou a VISÃO. Esse número representa 10,6% da população inscrita. (...) O Algarve é a região mais carenciada, com 23,5% da população sem médico de família. Logo a seguir vem Lisboa e Vale do Tejo, com 19,7 por cento. Mas as assimetrias fazem com que, em cada uma dessas regiões, haja Agrupamentos de Centros de Saúde (ACES) com défices especialmente preocupantes. Por exemplo, diz Rui Nogueira, presidente da Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar (APMGF), no ACES do Barlavento algarvio "há um terço da população inscrita sem médico de família, o que é gritante". E nos ACES do Estuário do Tejo, Arrábida, Sintra e Amadora a situação é também de grande carência: cerca de um quarto da população inscrita não tem médico de família." [notícia integral]

Sem comentários:

Publicar um comentário

Os comentários devem observar as regras gerais de “netiqueta”. No âmbito da moderação em vigor, serão eliminadas mensagens ofensivas, difamatórias, xenófobas, pornográficas ou de cariz comercial.