sábado, 5 de dezembro de 2015

'Os românticos criaram Sintra e deixaram-nos um «paraíso glorioso»'

No Fugas do PÚBLICO: "Sabemos que quando Lord Byron chegou a Sintra ficou deslumbrado. No poema Childe Harold’s Pilgrimage, parte do qual terá sido escrito no histórico Hotel Lawrence, chamou-lhe “paraíso glorioso” e, até hoje, a expressão continua a ser usada. Mas a Sintra que Byron viu não é a que nós conhecemos e a que foi — faz amanhã precisamente vinte anos — reconhecida como Paisagem Cultural na lista do Património da Humanidade da UNESCO." [notícia integral]

Artigo relacionado:
'Sintra depois dos palácios'

Sem comentários:

Publicar um comentário

Os comentários devem observar as regras gerais de “netiqueta”. No âmbito da moderação em vigor, serão eliminadas mensagens ofensivas, difamatórias, xenófobas, pornográficas ou de cariz comercial.