domingo, 4 de setembro de 2016

'Como a costa se está a desfazer'

No Correio da Manhã: "A erosão das arribas é um processo natural mas em Portugal, por via do tipo de rocha, da ação do mar e até mesmo da ocupação humana, a sua queda pode pregar sustos ou ter contornos trágicos como aconteceu na praia Maria Luísa, em Albufeira. "De uma forma geral o litoral português apresenta zonas de costa de arriba ou de costa baixa e arenosa. As arribas podem considerar-se ativas, se ainda atingidas pelo mar, ou fósseis, se já distantes da costa. O desmoronamento é um processo natural que ocorre como resultado da ação das ondas que rebentam contra a arriba e que escavam a sua base.

A plataforma superior vai ficando com cada vez menos suporte e acaba por cair", explica Francisco Ferreira, da associação ambientalista Zero. A costa portuguesa está a recuar e não há nada que possa travar esse processo. Existem determinados troços do País cuja evolução das arribas (recuo da linha de crista) por movimentos de massa de vertente foi mais significativa no último meio século, destacando-se alguns troços costeiros incluídos nos municípios de Alcobaça, Caldas da Rainha, Óbidos, Peniche, Lourinhã, Torres Vedras, Mafra, Sintra, Cascais, Sesimbra, Odemira, Aljezur, Vila do Bispo, Lagos, Lagoa, Albufeira e Loulé." [notícia integral]

Sem comentários:

Publicar um comentário

Os comentários devem observar as regras gerais de “netiqueta”. No âmbito da moderação em vigor, serão eliminadas mensagens ofensivas, difamatórias, xenófobas, pornográficas ou de cariz comercial.