terça-feira, 13 de setembro de 2016

'Médico acusado de burla e corrupção'

No Expresso: "O Ministério Público acusou um médico do Serviço Nacional de Saúde e três delegados de informação médica de burla qualificada, corrupção e falsificação de documentos, avança o "Jornal de Notícias", na edição desta terça-feira. O esquema era aparentemente simples: o clínico, que trabalhava em centros de saúde, no concelho de Sintra, passava receitas de medicamentos altamente comparticipados em nome de utentes reformados e pensionistas sem que estes fossem consultados; e os três delegados de informação aviavam as receitas e revendiam-nas a outros utentes e reformados." [notícia integral]

Sem comentários:

Publicar um comentário

Os comentários devem observar as regras gerais de “netiqueta”. No âmbito da moderação em vigor, serão eliminadas mensagens ofensivas, difamatórias, xenófobas, pornográficas ou de cariz comercial.