sábado, 29 de julho de 2017

'Câmara de Sintra diz que problema do Centro Ciência Viva é de gestão'

No PÚBLICO: "O presidente da Câmara Municipal de Sintra, Basílio Horta, reafirmou nesta sexta-feira ao PÚBLICO os argumentos que já tinha dado à direcção do Centro Ciência Viva do concelho para ter reduzido o seu financiamento: a lei assim o obrigava. Estes cortes levaram a que dois membros da direcção se demitissem, sublinhando que receiam que o centro esteja em risco. É a segunda demissão da equipa directiva em poucos anos. A justificação apresentada pela Câmara de Sintra aos membros da administração do Centro Ciência Viva de Sintra foi que, nos termos da lei, a Câmara poderia apenas cobrir o funcionamento básico do centro. O valor estipulado como mínimo indispensável para manter as actividades do Centro é de 102.000 euros mas desde 2015 que a autarquia apenas transfere 65.500 euros anuais." [notícia integral]

Sem comentários:

Publicar um comentário

Os comentários devem observar as regras gerais de “netiqueta”. No âmbito da moderação em vigor, serão eliminadas mensagens ofensivas, difamatórias, xenófobas, pornográficas ou de cariz comercial.