sexta-feira, 12 de outubro de 2018

'Urgências do Amadora-Sintra apenas com dois especialistas'

No Expresso: "As "atuais condições de assistência no Hospital Fernando da Fonseca [vulgo Amadora-Sintra] ultrapassam os limites mínimos de segurança aceitáveis para o tratamento dos doentes críticos que diariamente recorrem" à unidade. Feita por anestesistas, a denúncia foi tornada pública ao início da tarde desta sexta-feira pelo Sindicato Independente dos Médicos (SIM). Em comunicado, o SIM revela que "no presente mês, em todos os períodos de Urgência de 24 horas, exceto um, estão apenas escalados dois médicos especialistas para responder a todas as solicitações". Ou seja, para atender as situações de reanimação intra-hospitalar, bloco operatório, bloco de partos, apoio a meios complementares de diagnóstico e terapêuticas urgentes - incluindo Via Verde Coronária, técnicas de pneumologia, TAC e 'gastro' - e de colheita de órgãos." [notícia integral]

Sem comentários:

Publicar um comentário

Os comentários devem observar as regras gerais de “netiqueta”. No âmbito da moderação em vigor, serão eliminadas mensagens ofensivas, difamatórias, xenófobas, pornográficas ou de cariz comercial.