terça-feira, 26 de janeiro de 2021

'Covid-19. Rede de oxigénio do Hospital Amadora-Sintra colapsa, 48 doentes transferidos'

No Expresso: "O Hospital Fernando da Fonseca, conhecido por Amadora-Sintra, atingiu o limite de capacidade para fornecer oxigénio por via não invasiva. Em causa está uma sobrecarga na rede por estar a assegurar o suporte a demasiados doentes ao mesmo tempo, apesar de uma nova torre de oxigénio ter sido instalada há cerca de uma semana. O colapso obriga à transferência de quase meia centena de doentes, que já teve início e que se prolongou durante a noite, para vários hospitais da capital e, ainda por confirmar, para o São João, no Porto. Nenhum doente corre ou correu risco de vida, garante o hospital." [notícia integral] [notícia no PÚBLICO]

Sem comentários:

Publicar um comentário

Os comentários devem observar as regras gerais de “netiqueta”. No âmbito da moderação em vigor, serão eliminadas mensagens ofensivas, difamatórias, xenófobas, pornográficas ou de cariz comercial.