quarta-feira, 2 de março de 2011

Utentes da Linha de Sintra pedem redução do preço dos bilhetes como medida contra a crise do petróleo

Comunicado da Comissão de Utentes da Linha de Sintra (CULS): "Como é sabido a dependência de Portugal em termos de combustíveis fósseis é total. Cientes desta realidade, seria de esperar por parte dos responsáveis governamentais uma preocupação acrescida no sentido de incentivar a redução do seu consumo e, consequentemente, a redução substancial da sua importação.
E se até aqui esta era uma medida que já fazia sentido, agora, face às recentes perturbações que se vivem nalguns países grandes exportadores destes combustíveis, a situação agudiza-se e de tal forma que o aumento do seu preço está a revelar-se preocupante para a economia portuguesa e, obviamente, com repercussões nos orçamentos das famílias portuguesas, sobretudo nas de baixos rendimentos.
Não é por acaso que a CULS tem referido insistentemente, em especial em notas distribuídas à comunicação social e aos utentes, que o transporte ferroviário na Linha de Sintra deveria pautar-se por preços acessíveis aos rendimentos dos seus utentes para tornar mais apelativa e massiva a sua utilização. E isto porquê?
Porque a CULS está segura de que se esta sua proposta fosse tida em conta que o consumo de combustível baixaria, porque diminuiria a utilização do transporte individual, o que só iria beneficiar a nossa economia, o nosso ambiente e os utentes dos transportes colectivos.
Foi, por isso, com agrado que tivemos conhecimento que o governo espanhol irá reduzir, a partir de dia 8 de Março o preço das viagens em comboios suburbanos em 5%, tendo em vista a massificação da sua utilização e passar, deste modo, a importar menos crude.
Se uma medida deste teor fosse concretizada, também entre nós as vantagens seriam significativas. Por isso, lançamos um repto ao Governo para que tome medidas semelhantes de redução do preço dos transportes colectivos e, simultaneamente abandone o seu projecto de privatizar as linhas ferroviárias suburbanas de Lisboa."

Sem comentários:

Publicar um comentário

Os comentários devem observar as regras gerais de “netiqueta”. No âmbito da moderação em vigor, serão eliminadas mensagens ofensivas, difamatórias, xenófobas, pornográficas ou de cariz comercial.