terça-feira, 18 de junho de 2013

Abegoaria da Quinta da Pena reabre a 21 de Junho com actividades de turismo equestre


Foto © Jonas Tavares

A Parques de Sintra (PSML) inaugura, na próxima sexta-feira, dia 21, às 11h30, com a presença da ministra Assunção Cristas, a segunda fase da recuperação da Quinta da Pena, que inclui a Abegoaria e novas cavalariças, para programas de turismo equestre. A primeira fase da reabilitação iniciada em 2009 foi realizada ao mesmo tempo que a do Jardim da Condessa d’Edla, e teve um contributo do EEA Grants. A segunda fase, iniciada em 2011, a inaugurar agora, foi financiada pela Parques de Sintra num total de 915.875 Euros, que dizem respeito à recuperação da Abegoaria (454.430 Euros), bem como às novas cavalariças (299.135 Euros), e ainda aos depósitos e equipamentos de combate a incêndios (162.310 Euros).

A Abegoaria, edifício do séc. XIX que foi incendiado em 1999, pouco depois do incêndio do Chalet da Condessa, foi completamente restaurado, inclui sala de exposições e conferências, e albergará não só os serviços de gestão da zona, turismo equestre, e projetos aí desenvolvidos, como um espaço para as charretes que realizam passeios no Parque da Pena. O edifício construído nas traseiras da Abegoaria nos anos 1950-60, foi demolido para dar lugar a cavalariças para três cavalos Ardennais e quatro cavalos de sela e recreio, bem como instalações para tratamento dos cavalos, serviço de veterinário e ferrador, armazém de alimentos e materiais de manutenção. Junto das cavalariças foi construído um paddock, para aquecimento dos cavalos, utilizando madeira de acácia proveniente de limpezas florestais levadas a cabo pela PSML.

Atrás das cavalariças, e enterrado na encosta, foi também construído um reservatório para 600 m3 de água proveniente de minas, para combate a incêndios, limpeza dos animais e abastecimento do sistema automatizado de rega da Quinta da Pena. A necessidade de espaços para alojamento de cavalos surgiu com o protocolo assinado em 2010 com a Companhia das Lezírias, para a oferta de programas de passeios a cavalo, durante vários dias, em antigas propriedades reais: Lezírias, Mafra e Pena. Com estas infraestruturas a Parques de Sintra passa também a oferecer passeios a cavalo nas propriedades sob sua gestão, em percursos acompanhados por guias. As crianças poderão iniciar-se nas actividades equestres montando o pónei.

A partir de agora, com entrada directa pelo antigo Portão das Vacas, ou caminhando através do Parque da Pena vindos do portão principal ou dos Lagos, os visitantes poderão disfrutar da Quinta da Pena onde poderão contactar com animais de raças portuguesas (ovelhas, cabras, coelhos, aves de capoeira) e um pónei; partir para passeios equestres pelo Parque (a cavalo ou de charrete); desfrutar de passeios a pé por entre os jardins e hortas bem como dos locais de piquenique e, ainda, visitar a Abegoaria (que inclui as cavalariças e espaços de tratamento de cavalos, bem como uma sala de reuniões e exposições). A estas opções adiciona-se, naturalmente, a visita ao Jardim e Chalet da Condessa d’Edla, também situado na zona ocidental do Parque. Numa 3ª fase, na Quinta da Pena, serão recuperados o aviário e o complexo de estufas, e adaptada uma casa de apoio ao jardim para instalação de cafetaria. [Fonte: PSML] [notícia no Jornal da Região]

Sem comentários:

Publicar um comentário

Os comentários devem observar as regras gerais de “netiqueta”. No âmbito da moderação em vigor, serão eliminadas mensagens ofensivas, difamatórias, xenófobas, pornográficas ou de cariz comercial.