terça-feira, 27 de agosto de 2013

'Habitantes de freguesias de Sintra sem carro queixam-se de falta de autocarros'

No PÚBLICO: "O despertador de Sandra Reis, técnica oficial de contas de 46 anos, toca às 5h45. Às 7h30 sai de casa, no Cacém, em Sintra, e, na maior parte das vezes, vai a pé até à estação para apanhar o comboio até Lisboa. Caminha todos os dias 30 minutos, num sentido e noutro. "Às vezes apanho um autocarro, mas quase sempre vou a pé. Em determinadas freguesias de Sintra há poucos transportes e eu acho o Cacém mal servido de transportes", diz, durante o percurso de comboio que saiu de Sintra às 8h10 em direcção a Lisboa. São sobretudo os habitantes das freguesias de Sintra que não têm carro, como Sandra Reis, que mais se queixam. Dizem estar bastante dependentes do comboio para ir trabalhar para Lisboa e que, quando este falta, o transtorno é grande." [notícia integral]

Sem comentários:

Publicar um comentário

Os comentários devem observar as regras gerais de “netiqueta”. No âmbito da moderação em vigor, serão eliminadas mensagens ofensivas, difamatórias, xenófobas, pornográficas ou de cariz comercial.