quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Polícia Judiciária detém suspeito de incêndio num apartamento em Rio de Mouro

A Directoria de Lisboa e Vale do Tejo da Polícia Judiciária identificou e deteve um homem de 47 anos por "fortes indícios da prática dolosa de crime de incêndio num apartamento em Rio de Mouro". "O incêndio foi colocado em Abril através de chama directa, tendo provocado a destruição parcial da habitação, destruição essa que só não foi maior devido ao rápido alarme dado pelos vizinhos e à pronta acção dos bombeiros", lê-se no comunicado. Segundo a PJ, o suspeito terá "actuado num quadro de vingança em relação a uma outra pessoa com quem partilhava o imóvel." [Fonte: PJ]

Sem comentários:

Publicar um comentário

Os comentários devem observar as regras gerais de “netiqueta”. No âmbito da moderação em vigor, serão eliminadas mensagens ofensivas, difamatórias, xenófobas, pornográficas ou de cariz comercial.